Ensino Médio

Os alunos que ingressam em 2012 no Ensino Médio do RS, são protagonistas, junto com os professores, da nova proposta pedagógica para o Ensino Médio Politécnico, Curso Normal e Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio. Disponibilizamos, aqui, a proposta e outros textos de apoio teórico-pedagógico, bem como os Regimentos Referência,  que subsidiarão o estudo. Compartilhe conosco suas considerações, inserindo comentários nesta postagem.


______________________________________________________________________________

Formação pedagógica aborda seminário integrado

Uma das novidades na matriz curricular do novo Ensino Médio Politécnico e do Curso Normal, o seminário integrado que compõe a base da formação diversificada do currículo foi o tema da formação sobre a reestruturação que a Secretaria de Estado da Educação realiza até quinta-feira (9) em Porto Alegre, reunindo aproximadamente 100 representantes de Coordenadorias Regionais de Educação (CREs). A formação, nesta tarde, prossegue com os debates em torno da pesquisa socioantropológica e trabalho em grupos.

A reestruturação começa neste semestre em todas as turmas de primeiro ano do Ensino Médio Politécnico e nas escolas que têm Curso Normal. A proporção será de 75% para a formação geral e 25% para a diversificada. A proposta atende às recém-homologadas Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio.

A nova estrutura curricular organiza o ensino pelas quatro áreas do conhecimento: linguagens e suas tecnologias (com as disciplinas de artes, educação física, língua portuguesa e literatura), matemática e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias (biologia, física e química) e ciências humanas e suas tecnologias (filosofia, geografia, história e sociologia), que compõem a formação geral, e o seminário integrado, língua estrangeira e ensino religioso, na base diversificada. No caso do curso normal, a diversificada inclui ainda educação e conhecimento e conhecimento específico da Educação Infantil e Ensino Fundamental.

De acordo com o diretor pedagógico da Seduc, Silvio Rocha, o Seminário integrado se embasa em três eixos fundamentais.
O primeiro é o eixo articulador e problematizador do currículo - possibilita olhar critico e participativo entre alunos e professores; desenvolve-se no contexto da prática aglutinando diversos saberes integrados no mundo concreto, possibilita captação do mundo real e estudo de problemas concretos.
A ação pedagógica pode ser constituída a partir de eixos conceituais, como cultura, tecnologia e trabalho, infraestrutura, organização social, que motivarão projetos vivenciais dos alunos.

O segundo eixo demonstra que o seminário consiste em um lugar de integração dos conhecimentos formais com conhecimentos e realidades sociais, por isso, interdisciplinar. A consequência é que o espaço educativo deixa de ser apenas a sala de aula, podendo passar a ser a escola, a propriedade familiar, espaços do bairro ou cidade, dependendo da capacidade da escola em articular as saídas e do objeto de estudo, sempre com orientação do professor e com planejamento prévio, ou seja, por evidenciar um currículo aberto, não linear, propõe um trabalho que possibilita a alunos e professores transitar em diferentes dimensões.
Neste eixo, a ação pedagógica pode-se efetivar por meio de eixos temáticos transversais, como meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e arte, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, comunicação e uso de mídias, educação econômica e áreas de produção, etc.

O terceiro eixo embasador do seminário faz dele um Espaço de produção de conhecimento por meio de postura de investigação, por familiarizar alunos com a produção de projetos de pesquisa, relatórios analíticos e organização de encontros científicos. Considera o aluno capaz de produzir hipóteses, elaborá-las e apresentá-las. Ou seja, propõe ao aluno o exercício da prática acadêmica. A prática do professor deve demonstrar que saber e conhecimento são permanentemente inacabados, sempre sujeitos a construção.
A ação pedagógica se efetiva, neste eixo, por meio de linhas de pesquisa, como a função social da arte em distintas instituições, épocas etc.
Fonte: http://www.educacao.rs.gov.br/pse/html/noticias_det.jsp?ID=8251 - Acesso 09/02/12 (grifos nossos)
________________________________________________________________________

Formação traz a Porto Alegre gestores de escolas

Gestores de escolas – diretores, coordenadores pedagógicos e supervisores – que oferecem Ensino Médio e Curso Normal estarão em Porto Alegre na próxima semana para a formação continuada referente à reestruturação curricular do Ensino Médio. Serão quatro dias de encontros, de 13 a 16 de fevereiro. A formação acontece no Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, no centro da Capital. A cada dia, o público estimado é de aproximadamente 850 pessoas. Ao final, terão passado pelo encontro mais de 3.200 pessoas. Três representantes de cada Coordenadoria Regional de Educação (CRE) acompanham a formação respectiva, já que a distribuição dos participantes em cada um dos dias depende da CRE.

No dia 13, participam escolas da Capital e Região Metropolitana (1ª, 2ª, 12ª, 27ª e 28ª CRE), num total estimado de 843 pessoas. No dia 14, são esperadas 846 pessoas, de 11 CREs do interior do Estado (9ª, 10ª, 14ª, 17ª, 20ª, 21ª, 25ª, 32ª, 35ª, 36ª e 39ª). No dia 15, quarta-feira, serão 810 participantes da 6ª, 7ª, 8ª, 13ª, 15ª, 19ª e 24ª CRE. Finalmente na quinta-feira (16) a formação será encerrada com a participação de outras 750 pessoas, representantes das Coordenadorias 3ª, 4ª, 5ª, 11ª, 16ª, 18ª e 23ª.

A formação será realizada em três turnos, manhã, tarde e noite, sendo que em cada um deles será ministrado um módulo programático. Assim, cada grupo de equipes diretivas terá participado dos três módulos ao final do dia. O módulo I destina-se ao debate de parte de conceitos teóricos que embasam a proposta de reestruturação do Ensino Médio: Relação Parte-Totalidade, reconhecimento de saberes, teoria-prática e interdisciplinaridade e avaliação emancipatória. O módulo II trata dos demais conceitos teóricos: pesquisa, politecnia, trabalho como princípio educativo, educação omnilateral e concepção dialética do conhecimento. O tema do módulo III é: a estrutura curricular e o trabalho pedagógico: pressupostos e dimensões organizacionais.

Fonte: http://www.educacao.rs.gov.br/pse/html/noticias_det.jsp?ID=8260 - Acesso 12/01/12 (grifo nosso)

3 comentários:

Anônimo disse...

que legal

Anônimo disse...

que legal

Anônimo disse...

nada ve meeu se liga coloca uma coisa mais pros jovens